Se a busca de empresas de todos os setores e portes por espaços de trabalho compartilhados já era uma tendência em ascensão no Brasil, a pandemia do Covid-19 mostrou que os Coworkings vieram mesmo para ficar.

A matéria “Coworkings veem no trabalho flexível oportunidade de retomada”, publicada no Estadão de 28 de outubro de 2020, mostrou que empresas de grande porte de setores convencionais têm apostado nas facilidades de um espaço de Coworking para alocar equipes, de forma alternada, em tempos de distanciamento social.

Ocupados majoritariamente por pequenas empresas, startups e profissionais liberais antes da pandemia, agora empresas maiores começam a ver nesses espaços oportunidades de flexibilização de locais de trabalho para suas equipes, otimização de recursos financeiros e humanos, contratação de talentos sem limites geográficos e inúmeras outras facilidades.

Além de ter se mostrado uma excelente alternativa para as empresas maiores durante a pandemia, os espaços de coworking possibilitam uma nova forma de trabalho que segue a tendência de squad office (modelo organizacional que consiste em dividir a empresa em pequenos times multidisciplinares).

Patrícia Coelho, nossa diretora de Operações, colaborou com a reportagem comentando essas novas tendências, que inclui a possibilidade de profissionais complementarem a experiência do home office com o trabalho em ambiente presencial com excelente infraestrutura, como as unidades do Club Coworking da Avenida Paulista e Avenida Faria Lima, em São Paulo.

Para ler a matéria na íntegra clique aqui (exclusivo para assinantes).

Para conhecer nossos planos e s vantagens para empresas de portes variados, clique aqui.

Na foto: da esquerda para direita: Patrícia Coelho, diretora de operações do Club Coworking e Roberta Vasconcellos, CEO da startup BeerOrCoffee  –  Foto realizada por: Cleiby Trevisan (Estadão)

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *