Entenda as vantagens e desvantagens de investir em um espaço de trabalho presencial em salas comerciais ou em coworking.

Pensando em alugar uma sala comercial para o trabalho presencial ou híbrido, abrir uma filial ou mais um escritório para sua empresa? Calma, não feche negócio agora. Nem sempre as salas e os conjuntos comerciais são as soluções mais indicadas ao seu perfil de negócio e rotina de trabalho.

Os coworkings vêm se consolidando no mercado corporativo em todo o mundo nos últimos anos, inclusive em grandes empresas, e estão crescendo ainda mais neste período que antecede o final da  pandemia. Além de serem extremamente práticos e atrativos para os colaboradores, normalmente essa é uma solução mais econômica para variados perfis de empresas.

As dúvidas na hora de decidir entre um coworking (espaços compartilhados e flexíveis) ou uma sala comercial (ambiente tradicional de escritório), no entanto, ainda são muito comuns entre empresários, gestores, profissionais liberais e empreendedores individuais que, cansados do home office, buscam  mais tranquilidade, foco e produtividade no dia a dia de trabalho.

Aliás, engana-se quem ainda pensa que coworking é espaço adequado somente para autônomos, pequenos empreendedores ou microempresas. Cada vez maisempresas de médio e grande porte estão aderindo à nova modalidade de trabalho para reduzir custos e oferecer mais conforto às equipes. 

Reunimos informações sobre as características de cada modelo e orientações que podem ajudá-lo na decisão, levando em conta, claro, o potencial de crescimento da empresa e suas necessidades.

Custos com infraestrutura

O primeiro fator a se avaliar é o financeiro. O aluguel é o segundo principal gasto de uma empresa, seguido da folha de pagamento. Já a compra de um imóvel demanda altos investimentos, além dos custos com reformas, manutenção, mobiliário, IPTU, condomínio e as faturas de concessionárias de serviços públicos e telecomunicações. No escritório tradicional, também há os custos fixos com serviços gerais, de manutenção e recepção.

Nesse aspecto, a sala comercial convencional sai em enorme desvantagem em relação ao coworking: tudo isso fica por conta da administração do espaço. Até mesmo a decoração, o mobiliário e o cafezinho. Dessa forma, a única fatura que a empresa paga para ter um espaço de trabalho presencial, reunir equipes e receber clientes é a do aluguel da sala ou estação de trabalho escolhida, de acordo com cada necessidade.

Flexibilidade contratual

Outra vantagem dos coworkings em relação às salas comerciais tradicionais é a flexibilidade dos contratos. O usuário de espaço de trabalho compartilhado tem a liberdade de começar com uma única estação de trabalho e depois ir aumentando o espaço físico de acordo com o crescimento da sua empresa. Ou vice-versa: ele pode migrar de um contrato maior para um menor, sem ônus. A duração dos contratos nos coworkings também pode ser menor, atendendo o cliente de forma personalizada, sem prendê-lo a custos desnecessários.

Disponibilidade e conforto dos espaços

Os coworkings normalmente possuem salas de reunião de tamanhos diversos, escritórios privativos, estações em salas compartilhadas, espaços de convivência, cozinhas e banheiros planejados e, em muitos casos, até locais para eventos. Tudo isso com acessibilidade e a conveniência da prestação de serviços de suporte. Como ‘bônus’, as equipes ganham a oportunidade de trabalhar em ambientes mais descontraídos e criativos, que proporcionam vantagens tanto na hora da interação, quanto no descanso.

Localização estratégica

Ao lado dos custos, a localização é fator essencial a ser considerado na hora da locação ou compra de uma sala ou conjunto comercial. Em geral, as empresas buscam um ponto estratégico da cidade ou bairro, de acordo com a sua área de atuação, ou mesmo para ficar mais próximos de seus clientes e parceiros, facilitando o acesso deles até a empresa. A qualidade da mobilidade urbana e a variedade de comércio na região são outros critérios extremamente importantes, sobretudo para os colaboradores.

Nesse quesito, o Club Coworking – unidades Faria Lima e Av Paulista – situadas nos maiores centros de negócios do país, saem na frente ao  conjugar as vantagens financeiras às localizações privilegiadas.

Personalização do espaço

Em uma sala comercial tradicional própria, a empresa  tem maior poder de decisão sobre o espaço, com liberdade de escolha na hora de construir, reformar ou decorar o local e essa é uma grande vantagem. No entanto, nos coworkings, ao contrário do que muitos acreditam, há também a possibilidade de personalização do espaço, no caso das salas privadas.

Privacidade e segurança da informação

Privacidade e segurança da informação são outros itens fundamentais a se considerar na hora de optar entre uma sala tradicional ou um espaço de trabalho compartilhado. Apesar de causar uma impressão contrária, os escritórios privativos dos coworkings podem oferecer privacidade (visual e sonora) e segurança, por meio de vidros anti-ruídos e fechaduras eletrônicas.

“O cliente que nos procura hoje e conhece nosso espaço, entende que conseguimos entregar a ele total privacidade no ambiente contratado, pois todos os nossos ambientes foram projetados com engenharia acústica. Somado a este ponto, quando ele enxerga a possibilidade de personalizar o espaço sob medida às necessidades do negócio dele, aliado à vantagem contratual frente a uma locação tradicional e o fato de não ter que lidar com problemas rotineiros de um escritório, percebe o bom negócio que está fazendo”, afirma Patrícia Coelho, diretora de operação e novos negócios do Club Coworking, à Tramp Magazine.

Foi o que aconteceu com a HIS Logística Internacional, que em meio à pandemia decidiu reduzir custos e focar nos resultados. “Estávamos procurando um local que oferecesse redução de custo e benefícios vantajosos para a nossa empresa, para podermos olhar 100% para o nosso trabalho sem nos preocupar com burocracia, além de termos atendimento exclusivo para solucionar problemas que podem surgir no escritório. Encontramos tudo isso no Club Coworking, onde instalamos nossa estrutura em julho e fomos muito bem recebidos”, afirma Helen Joyce Teruya, assistente administrativo e financeiro da HIS.

Há ainda outros atrativos extras ao contratar o Club Coworking.Além da vantagem financeira e da localização privilegiada, com ganho de imagem corporativa para sua empresa, os colaboradores da sua empresa terão acesso ao seu escritório 24 horas por dia e 7 dias da semana, com suporte administrativo e de tecnologia de informação, sem dor de cabeça. Tudo isso em um ambiente leve, descontraído e potencialmente criativo para suas equipes.